10719448_768218776561326_81402597_n

CURSO DE MASSAGEM TÂNTRICA PARA CASAIS

DIA 24 DE OUTUBRO EM BRASÍLIA

Criar, regar, construir uma relação saudável, cooperativa , de amorosa e profunda intimidade,

A Massagem é uma ferramenta para que através do toque consciente você aprenda a acessar a alma do outro.

O curso tem 2 horas de teoria e 2 de prática aonde ele aprenderá a realizar a Massagem para você e depois você para ele.

O curso é em grupo e cada casal estará em seu tatame focado em seu parceiro (a).

O campo de energia é poderoso e transformador, permita-se viver novas e intensas experiências!!!

9e6bcb266e00ed9c568e7ed5affbaa16

A Mulher e a Sexualidade Sagrada

Para nutrirmos e embelezarmos as nossas vidas podemos usar inúmeros recursos, simples ou elaborados, como alguns dos seguintes:

1. Crie um espaço sagrado no seu lar, não somente através de um altar, mas usando a sua inspiração, imaginação e amorosidade para que todos se sintam bem, protegidos, nutridos e amados;

2. Crie momentos sagrados – para si mesma ou compartilhando-os com amigos e familiares – caminhando na natureza, ouvindo música suave, jantando à luz de velas, lendo textos que nutram a alma, enriqueçam a mente e elevem o espírito;

3. Entre em comunhão com a natureza, honrando a Deusa em todos os seus aspectos e manifestações. Não basta encher sua casa de plantas se você não entrar em contacto real e profundo com a terra, a chuva, o vento, as nuvens, o Sol, a Lua, os animais – seus irmãos de criação;

4. Respire e consagre seu corpo como a morada da sua alma. Procure viver de forma saudável, fazendo suas opções com consciência, sem se agredir e sem culpar – a si ou aos outros – pelos seus problemas ou compulsões. Coma bem para viver melhor. Observe as suas fugas e compensações, cuide da sua “criança” carente ou ferida ajudando-a a crescer, curando-a com amor e dando-lhe os meios adequados para se tornar forte e auto-suficiente;

5. Manifeste sua criatividade – escreva, borde, pinte, desenhe, faça colagens, modele argila, cante, recite, dance, aprenda algo novo, componha um poema ou canção, faça pão, comece um diário de sonhos. A mulher que não dá vazão construtiva à sua imensa capacidade criativa pode torná-la em energia destrutiva – contra si ou contra os outros;

6. Coloque em prática os ensinamentos espirituais. Não se contente em ler inúmeros livros ou participar de cursos e workshops se você não pratica aquilo que aprendeu. Para mudar, precisa viver de forma consciente, reconhecer e transmutar seus pensamentos negativos e ser sincera nas avaliações – suas e dos outros. Todas as experiências dolorosas da vida são aprendizagens cujas lições podem contribuir para a sua transformação. Algumas mensagens levam momentos para serem assimilados, outras, meses ou anos. Quando começar a compreender o significado dos acontecimentos da sua vida, você começou a crescer de facto e assim poderá abrir novas portas na sua vida, se usar a chave certa;

7. Encontre o equilíbrio entre o falar e o silenciar, se movimentar ou se aquietar. Procure relacionar-se com pessoas que compartilham das mesmas buscas e que têm o mesmo nível vibratório. Participe de círculos de mulheres em que possa encontrar apoio para a sua jornada espiritual, em que possa confiar para expressar as suas dores ou as suas conquistas. Celebre a Deusa sozinha ou em grupo, encontrando assim a verdadeira fonte de seu poder, da sua cura e transformação. Cultive a Deusa dentro de você reconhecendo a sacralidade do seu corpo, da sua mente, das suas emoções, da sua vida. E ao reconhecer a Deusa dentro de si, você se tornará uma com Ela.

Mirella Faur

VOCÊ MALHA OS MÚSCULOS DO PERÍNEO?

Ignorada e não raramente desconhecida de boa parte das mulheres, a musculatura do assoalho pélvico deve receber tanta atenção quanto os músculos de outras áreas do corpo, como braços e pernas. E não vale lembrar dela apenas na fase da gravidez, quando costuma receber atenção especial por conta do papel importante que exerce durante o parto. Fazer exercícios específicos para fortalecer e garantir tônus, controle, coordenação, força e resistência para esse grupo de músculos é fundamental para prevenir problemas que podem atingir a região, como disfunção sexual, liberação involuntária de gases e até fezes, incontinência urinária, queda de bexiga e do útero e constipação intestinal.

“Esse grupo de músculos composto tanto pelos superficiais, conhecidos popularmente como períneo, como pelos profundos, é responsável pela sustentação dos órgãos pélvicos como bexiga e útero, e também por controlar os orifícios de uretra, vagina e ânus. Atua também na passagem do bebê durante o parto”

Fatores de risco como a própria gravidez, o número de gestações, obesidade, menopausa e até questões genéticas podem explicar a perda de resistência e força desses músculos. “O aumento da pressão abdominal causada pelo bebê, e sobrepeso e as alterações hormonais da menopausa são algumas das situações que explicam esse enfraquecimento”. A disfunção pode ser notada a partir da liberação involuntária de urina, gases e fezes. “Há também a ocorrência dos chamados prolapsos genitais, quando ocorre a queda de estruturas como bexiga e útero”

A prevenção deve começar o quanto antes, de preferência no início da vida sexual e antes do primeiro filho. “As pessoas deveriam cuidar dessa musculatura a vida toda como de qualquer músculo do corpo. Isso é importante para manter a contenção e o funcionamento adequado dos órgãos pélvicos”.

A falta de informação, tabus sexuais e postergação da atitude em relação ao próprio corpo e á própria vida, fazem que a mulher tenha que se submeter á intervenções cirúrgicas invasivas ao longo da vida ou tenha que usar fraldas geriátricas na velhice pela incontinência urinária.

Previna-se!! Conscientize-se! Movimente-se!

Curso de Pompoarismo Tântrico dia 08 de novembro em BH

Curso de Pompoarismo Tântrico em Brasília dia 25 de outubro

Inscrições: antarsuryabh@gmail.com

Denominación de la unión total: es el “único y simple placer” (Aristóteles), “el gozo sin mancha y sin mezcla, la perfección de los sueños, el término de todas las promesas” (Ibn Hazm), “la magnificiencia divina” (Novalis), es: la paz indivisa. O también: el colmamiento de la propiedad; sueño que gozamos el uno del otro según una apropiación absoluta; es la unión furtiva, la fruición del amor. “A su mitad, vuelvo a pegar mi mitad.” Salgo de ver un film. Un personaje evoca a Platón y el Andrógino. Se diría que todo el mundo conoce la maña de las dos mitades que buscan volverse a unir (el deseo, lo es de carecer de lo que se tiene -y de dar lo que no se tiene: cuestión de suplemento, no de complemento)

Fragmentos de un Discurso Amoroso

Roland Barthes

444264fdc1f0da7b86ef44af12d89ba7